quinta-feira, 16 de outubro de 2008

THIS CAT IS GUILTY !!!

Quando, ao cair da noite voltava para a sua cama – o gato malhado – olhou uma flor e nela viu reflectidos os rasgados olhos da andorinha. Febril, foi ao lago beber água e na água também enxergou a andorinha que sorria e a reconheceu em cada folha, em cada gota de orvalho, em cada réstia de sol crepuscular, em cada sombra da noite que chegava. Depois a descobriu vestida de prata na lua cheia para a qual miou um miado dolorido. Ia alta a noite quando conseguiu dormir.

Sonhou com a andorinha, era a primeira vez que ele sonhava havia muitos anos.

in “o gato malhado e a andorinha sinhá” Jorge Amado



6 comentários:

Vício disse...

foi erotico?

Ianita disse...

Lindo! :)

PAULO LONTRO disse...

vicio, culparam-no por isso já não importa!

PAULO LONTRO disse...

ianita, é uma belíssima historia de amor do Jorge Amado, se ainda não a leste não percas.

K disse...

Também conheces?!?!!? Estou histérica! Mais alguém que conhece esse que é provavelmente o meu livro predilecto, o que guardo no coração, e que ofereço amiúde qual evangelização! Lindo lindo lindo! XD

PAULO LONTRO disse...

Esta é a história de um gato que se apaixona por uma andorinha causando estranheza em todos os outros animais que habitavam um parque. A Andorinha está prometida ao Rouxinol mas, ao mesmo tempo, incentiva o amor do Gato. Acontecem juras, o Gato escreve poemas, eles passeiam juntos enquanto as outras personagens condenam o amor impossível.

Pois quem não leu não sabe o que perde!

K, somos almas gémeas ...