quarta-feira, 29 de abril de 2009

I MIGHT BE IGNORED BUT I AM NOT INVISIBLE








11 comentários:

Ianita disse...

Pois não são não... nada mesmo.

Kisses

vício disse...

e resolve alguma coisa não ser invisível?

NI disse...

Pelo contrário!

Os olhares...

Beijo

Paula disse...

eu gostava de comentar, mas quando são crianças nunca tenho grande coisa para dizer...
nada que outros já não tenham dito e posto em palavras, mas que nunca conseguem exprimir o que sinto na realidade.
:(

PAULO LONTRO disse...

Não sei vício, não sei se resolve.
Eu não coloco aqui fotos de gente aparentemente infeliz a pensar em resolver algo como não coloco fotos de sexo para fazer sexo.

O que é certo é que estas fotos valem pelos olhares e pelo que eles nos dizem e a mim estas dizem muito, leio-lhes muitas ideias e sentimentos que nem sei se são ou foram reais.

Paula, sim é muito difícil comentar entradas de fotografias daí o baixo número de comentários mas essa dificuldade é ela mesma interessante.
Como já escrevi a linguagem utilizada no comentário é a palavra e a do post é a imagem ou seja, temos que confrontar esses dois tipos de linguagem com coerência e isso definitivamente não é fácil.

Paula disse...

o primeiro instinto quando vejo fotografias destas, ou nas notícias quando as crianças estão a morrer de fome, é pegar-lhes ao colo e apertá-los...
:(
é sempre assim.

Ana Camarra disse...

Paulo

Boa mensagem, não são invisiveis, são infelizmente cada vez mais.

Como é que a humanidade convive com isto.

beijos

PAULO LONTRO disse...

Ana,

Fico muito satisfeito por te ter aqui a comentar este post.
Eu sei que para ti além de não serem invisíveis são presentes e recebem de ti ajudas e apoios.
Tantas vezes apoios que deveriam vir naturalmente do estado.

cantinhodacasa disse...

Olá.
Vejo as fotos e dói-me a alma, independentemente da intenção com que elas são editadas.
Não tenho palavras.
Beijinho

Who Am I disse...

Pudesse eu abraçar e dar de mim...

beijinho

TM disse...

Em que momento estaremos nós tão cegos que não vejamos esses olhos e tudo o que eles nos dizem...