quarta-feira, 8 de abril de 2009

INSTANT MESSAGE








Oh honey fingers are really something. Bestas!
No thought to trampling the keys.
There s no such thing as gratified ease
to properly convey improper want of you.

Mere words suck
when right now I m wearing nothing but...
If only I could draw you a picture
in skin script.

But do I want it, when this is it?
Subdue me with your 'k...go on..." Then what?
So much frenzy just feeling for a shortcut.
Forget eloquent, imagined tongues when fingers do the trick!

So I wait like a virtual Penelope
longing for the buzz or trill,
whatever signal follows flesh as will
in messages that will and will, and

I ll lose sleep just to fumble in the dark,
lose my job,cause a traffic accident
to catch that last unspoken remark,
treasure the trickle from my larynx to my thighs shhh,
I m blushing!

BTW, what s your real name anyway?

poema : Paula Neves

(polita, obrigado pelo poem...kiss)

10 comentários:

vício disse...

devia ser proibido publicar fotos destas!
um gajo tá a trabalhar, ok?

Paula disse...

tou a ver que hoje é dia de meninos!
lindo corpo!

spritof disse...

com instant messages destas....
...creio que as empresas de telecomunicações multiplicariam por 100 os seus rendimentos.
:D

paula'maria disse...

lindo corpo, e belas ftg's ;D

cantinhodacasa disse...

Ai, Paulo.
Cuidado com as mentes masculinas mais débeis.
Abraço.

Missanguita disse...

Uma pessoa até fica meia deprimida.... mas motivada a regressar à alimentação saudável e ao ginásio! E quem sabe... visitar um amigo cirurgião plástico...

Anónimo disse...

Bem é sempre bom saber k nao ficamos nada atrás!Mas muito à frente..........as Fotos!


Bjnho

Anónimo disse...

AH!!o comentário anterior fui Eu...

ANGIE

Anónimo disse...

pois e'...interessante mas nao supreendente ver a tua interpretacao das minhas palavras...hi hi hi...paula

Nagareboshi disse...

linda e coberta de óleo...ts ts...admiro a beleza e invejo ao mesmo tempo...
aquele óleo é que não me sai da cabeça, acho que acabei de desenvolver um novo fetich...ADOREI o poema