quinta-feira, 6 de agosto de 2009

FAZ HOJE 64 ANOS











Hiroshima, há 64 anos . . .

Orientada por razões militares e para o seu terreno (plano, para facilitar a avaliação do que restaria), Hiroshima era a casa de cerca de 250.000 pessoas no momento do bombardeamento.

O bombardeiro B-29 "Enola Gay" descolou da ilha Tinian, muito cedo na manhã do dia 6 Agosto, transportando uma única bomba de 4.000 kg, a "Little Boy".

Às 8:15, a Little Boy foi “abandonada” a 9.400 metros (31.000 pés) acima da cidade, após 57 segundos uma complicada série de fusíveis desencadeia o processo atómico para um alvo à altura de 600 m (2.000 pés) acima do solo.

No momento da detonação, um pequeno explosivo lança uma super-massa crítica de 64 kg de urânio.
Dos 64 kg, só 7 kg sofrem cisão e apenas 600 miligramas foram convertidas em energia - uma energia explosiva que cauteriza tudo, numa área de poucos Km quadrados.

Acredita-se que cerca de 70.000 pessoas foram mortas imediatamente, eventualmente outros 70.000 sobreviventes foram morrendo poucos anos depois devido a lesões e às radiações.

Pode-se visitar hoje, o “Hiroshima Peace Memorial Museum” perto do ground zero, promovendo uma esperança de pôr termo à existência de todas as armas nucleares.




9 comentários:

vício disse...

os americanos são enormes...

leitanita disse...

Paulo, tu devias ser considerado "utilidade pública".

ianita disse...

Vejo estas imagens, as de Chernobyl, as do 11 de Setembro... e vejo que naqueles centésimos de segundo morreram milhares de pessoas, directa e indirectamente...

Terrível.

LBJ disse...

Um dos grandes momentos da humanidade, talvez o mais negro...

Teremos aprendido alguma coisa?

cantinhodacasa disse...

E fez-se a paz com o lançamento de uma bomba.
Para isso sacrificaram-se muitos seres que nada tinham a ver com a guerra.
Mas, hoje,continua a haver guerras, outras guerras...

Ed disse...

Os alemães foram (e ainda são) criticados por causao do holocausto, os japoneses por causa de Pearl Harbor, mas os americanos são uns heróis...

Quase Blog da Li disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Quase Blog da Li disse...

Nada a declarar
Só um pesar
Imenso...

bjs li


(agosto é um mês significativo!)

PAULO LONTRO disse...

Pegando no comentário do caro amigo Ed, eu diria que neste, tal como em todos os conflitos, não há heróis, bons ou maus, há apenas perdedores, há apenas derrotas e derrotados.