segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

ROTINAS

video





video

7 comentários:

...uma nota... disse...

As rotinas podem nos fazer cair, e no momento em que se tropeça somos espezinhados.
Por mais que tivesse gostado do post, a minha opiniao sob a rotina é ao contrario. Quanto mais nos damos, menos nos tornamos.

Rui da Bica disse...

Tão rotinados estamos, que raramente nos lembramos da capacidade que temos, de criar a nossa própria realidade, saboreando novas experiências arriscando novos desafios, quando saímos da nossa zona de conforto !

Se queres ser o que sempre foste, não arrisques. Continua a fazer, o que sempre fizeste !
.

catwoman disse...

Apesar de detestar rotinas há algumas que não posso deixar de cumprir por aqueles que dependem de mim, no resto, gosto de variar, dentro do leque de opções. ir a pé em vez de transportes, ir de comboio em vez de camionete, turn left when I can't or don't feel like going right. :)
já te tinha falado das minhas rotinas, acredita sei o que elas cansam e como nos mecanizam... Bjs.

Almofariza disse...

As rotinas são um mal necessário à minha sanidade mental!

Às vezes aborrecem me de morte e apetece mandar tudo para o ar, mas depois vem a consciência, que no meu caso impera (quase)sempre!

Beijos e mais beijos ;)

Cadês
Almofariza

pinguim disse...

Também há rotinas agradáveis; é necessário distinguir...
Gostei da comparação dos vídeos.

dermatologistested disse...

há rotinas que são estupidificantes e outras securizantes... há rotinas com nexo e outras sem nexo...
é já uma rotina vir visitar-te... e é agradavel!

Paulo Lontro disse...

As rotinas criam auto-estradas neuronais, com o tempo, as estradas “normais” vão ficando reduzidas a caminhos de difícil transito…

Claro que há rotinas boas e até posso pensar que todas elas serão assim se o “dono” delas assim o sentir.

Eu prefiro ir variando e criando novos caminhos, novas dificuldades, novas aprendizagens.
:)