sexta-feira, 7 de maio de 2010

O OUTRO JOELHO . . .

.
Há uma hora atrás:

Ele: (passando a mão no meu cotovelo)
Pápi, tens de pôr um creminho aqui no joelho do braço, está áspero.

Eu: Lucas, aonde?

Ele: Aqui no joelho do braço.

Eu: Então não sabes o nome desse sítio do corpo?

Ele: Sei, claro que sei, é o cotovelo.

Eu: Então porque não disseste cotovelo?

Ele: Era para ser mais fácil para ti.

Eu: Hãããã ???
.

10 comentários:

Viviane disse...

lol! A virtude de ver o mundo de outra perspectiva!;)

cantinhodacasa disse...

Tem a sua lógica.
O teu Lucas está um homem.
Lindo e fofo.


Beijinho

Margarida S disse...

Paulo...presumo que seja o teu filho

Ele quer que o pai cuide do cotovelo... :)
Não convém mesmo ter dores nesse "joelho"... hehehe

Faz bem em registar os "tesourinhos" da sua criança!!!

;)

bj

GiGi disse...

É para você não se confundir! LOL

catwoman disse...

É um bom filho: só te quer facilitar a vida :)
Bjs para o teu Lontrinho também que tem uns olhos muito expressivos e faz bem pose para a foto ;)

FATifer disse...

Sem dúvida que é muito mais simples dizer “joelho do braço” do que cotovelo. Esta mania que nós adultos temos de ter uma palavra para cada coisa… que ainda por cima obriga as pobres crianças a ter de arranjar estas formas (inventivas) de falar só para nós percebermos! ;)

Continua o mesmo Lucas :)

Abraço,
FATifer

Mariana marciana disse...

hahaha!!!
O teu miúdo não existe!!! a cada texto que escreves sobre o seu raciocínio maravilhoso eu fico mais fã!! Um dia apresento-lhe a minha sobrinha mais nova!!
Beijocas

MagicWoman disse...

looool

tem bem a quem sair ;))

kiss

Sayuri disse...

LOLOL

Eu também continuo a achar que o cotovelo é o joerlho do braço!
São perspectivas... :)

pinguim disse...

A lógica infantil a funcionar...