terça-feira, 10 de março de 2009

PONHO UM BEIJO...







Ponho um beijo
demorado
no topo do teu joelho

Desço-te a perna
arrastando
a saliva pelo meio

Onde a língua
segue o trilho
até onde vai o beijo

Não há nada
que disfarce
de ti aquilo que vejo

Em torno um mar
tão revolto
no cume o cimo do tempo

E os lençóis desalinhados
como se fosse
de vento

Volto então ao teu
joelho
entreabrindo-te as pernas

Deixando a boca
faminta
seguir o desejo nelas.

Maria Tereza Horta

12 comentários:

vício disse...

onde é que se encontram fantasmas como o da ultima foto?
eu quero ser assombrado!

Ana Camarra disse...

Paulo

Obrigado!

A ver se te mando mais, descobri uns muito interessantes.

Beijos

PAULO LONTRO disse...

vício,
arranja um original que depois com a máquina fotográfica faz-se o resto....lol

PAULO LONTRO disse...

Ana,
mas gostaste da solução ou não?
:)

Tretoso Mor disse...

Paulo,

Com a crise que está instalada, ainda se encontra disto de carne e osso?... loool

Fabulástico!...

Um gandabraço.

najla disse...

As "maganas" querem fado....

Ana Camarra disse...

Paulo

Está de acordo com a a autora, Maria Teresa Horta.

beijos

Anónimo disse...

Ó Paulo, vai-me desculpar , mas eu vou roubar-lhe umas destas fotos, e dedicar a alguém, pode ser?
Até os poemas são lindos!
Mas só lhe "usurpo" alguma.
Abraço.

escarlate.due disse...

o poema é excelente mas... continuo a achar as fotos que aqui colocas simplesmente fantásticas!

cantinhodacasa disse...

Lindas fotos.
Não conhecia estes poemas da Maria Teresa Horta.
Mas já fui espreitar.
bjs

Pax disse...

Muito bonito.

Tanto as imagens quanto as palavras.

Cat disse...

amei as fotos...
demaisiado sensuais...
lindas...