quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

SEMPRE OS PORQUÊS...




Desde há mais de 10 anos, quando fiz a primeira tatuagem, a pergunta é recorrente;
porque as fazes?
Não consigo deixar de ter vontade de dizer que não encontrei um único motivo para as não fazer.

22 comentários:

Lize disse...

ahah É isso mesmo :P Há coisas que nem têm explicação, são vontades, ponto final. Gosto de tatuagens ;) Não tanto de piercings :P
Mas gosto mais da piscina onde as fotos foram tiradas, esse sol a reflectir na água... Ais.


Beijocas

pinxexa disse...

Fazes porque te apetece, não?
Eu também tenho uma e estou a pensar fazer outra...
;-)
beijo

conde disse...

Ando á anos a pensar fazer uma grande assim como a minha mulher e nunca mais.

vício disse...

e sem duvida que é melhor resposta!

TM disse...

Se tens vontade porque não o dizes?

PAULO LONTRO disse...

> Lize,
:) sol......

> pinxexa,
claro, ninguém me obrigou. :)

> conde,
caro amigo, enquanto pensas, mete lá o h do verbo haver... :) :) ;)

> vício,
é isso, sem ironia...

> TM,
não digo porque não é isso que me perguntam. ;)

Dulcineia disse...

e assim não temos frustrações, qdo há coerência.

roserouge disse...

E se depois me arrependo?

PAULO LONTRO disse...

Dulcineia,
tento, tento...

PAULO LONTRO disse...

roserouge,

Já tenho dito por aí que há duas palavras que nos bloqueiam e que não nos deixam tomar decisões.
São elas o MAS e o SE.

No meu dia-a-dia tento fazer os possíveis por utiliza-las o menos possível, são perigosas, são bloqueantes, são retrógradas.

A utilização do SE na tua pergunta (tal como em quase todas as utilização) resulta do facto de estares a antecipar um problema que pode nunca acontecer.

Estás a bloquear um desejo apenas porque estás já a viver uma situação futura que é completamente especulativa.

Podes perguntar; e se eu tiver razão e de facto me arrepender?
Eu devolvo a pergunta; e isso não pode acontecer em todas as decisões da tua vida?

Não andaras tu de avião porque ele pode cair? ( e SE ele cai?)
Eu andaria de avião MAS ele pode cair!

Não sairás tu à rua com medo de seres atropelada? ( e SE sou atropelada?)
Eu sairia à rua MAS posso ser atropelada!

Não entrarás tu no mar com medo de uma onda inesperada? ( e SE me afogo?)
Eu entraria no mar MAS posso afogar-me!
……

Infelizmente não posso responder à tua pergunta do comentário apenas porque eu não sei pensar dessa maneira.

roserouge disse...

xiiii...sim, paizinho...(foda-se!)

Missanguita disse...

Eu já pensei muitas vezes numa para mim. Já sei que desenho me agrada. Não me consigo decidir... na localização... Não quereria estar exposta no trabalho, por isso não pode ser em local visível, nem num sítio e que a pele estique se eu engordar... Depois logo vejo...

Ana Camarra disse...

Paulo

Agora pensando bem uso muito essas duas: Se e Mas.
Tenho de as eliminar.

Beijo

PAULO LONTRO disse...

roserouge,
não te zangues !!!!!
falava de mim e da minha maneira de pensar, não falava da tua.
não brinco mais contigo... snif snif snif.... :) :) :)

PAULO LONTRO disse...

Missang,
"depois logo vejo"
Poix, depois ......

roserouge disse...

Não tou zangada, achas?! Mas isso agora fez-me pensar n'outras questões...que não têm nada a ver com tatuagens. Uma tatuagem é um acto voluntário, também não sei que desenho escolher, nem onde pô-lo. E até nem uso muito as palavras "se" e "mas", maaaaaaaaaas às vezes tem que ser...há que usar a cabeça em certas situações, não pode ser só coração, tipo, ah apetece-me. Não, não pode ser...

PAULO LONTRO disse...

Ana,
Tu é que sabes!
Eu acho que elimina-las dá felicidade. Digo eu...
Não me chames paizinho...! :)

PAULO LONTRO disse...

Roseroue,
Tudo pode ser, depende das pessoas.
Eu penso assim, talvez porque certa circunstâncias da vida e do meu passado me fizeram pensar assim, mas respeito e compreendo bem a tua ideia e o que queres dizer.

Missanguita disse...

Não é se nem mas!
Penso depois porque é assim que eu penso... em mim, depois. Sempre depois. De cabeça. De coração. Com a alma.
Tatuagem... penso nela de vez em quando. muito de vez em quando. Quando penso em mim.

escarlate.due disse...

reconheço que algumas são verdadeiras obras de arte!

porque as fazem? sei lá! porque têm vontade, não?! e como o corpo de cada um é de cada um...

@me@@@ disse...

uiii como te entendo, eu tenho uma (várias) mas uma que vem do pescoço até ao braço e a pergunta é logo, porquê isto, porquê aquilo, e tré té té... ao que respondo "e porque não??"


:-)

Conde disse...

Está bem!fui apanhado,livra-te de alguma vez não colocares o H,vou ficar atento!.