terça-feira, 27 de janeiro de 2009

A LINHA DE FRONTEIRA...







There is no line between art and pornography.
You can make art of anything.
You can make an experimental movie with that candle or with this tape recorder.
You can make a piece of art with a cat drinking milk.
You can make a piece of art with people having sex.
There is no line.
Anything that is shot or reproduced in an unusual way is considered artistic or experimental.
I would say that everybody is obsessed with sex.
Those who say they are not: either they are lying or they are denying their own reptilian side of their sex lives.
The only people I know who are really not obsessed with sex are heroin junkies.

Gaspar Noe

7 comentários:

spritof disse...

o tema é quase um re-edit, mas com um twist.

é verdade, a linha é ténue, e que se danem os obtusos!

Lize disse...

LINDO!!! Então a última frase... é mesmo tão verdade...

Adorei :) O texto, e as imagens ;)


Beijocas :D

Missanguita disse...

How true...

Cris... disse...

E que arte!

leitanita disse...

É o risco de passar o risco... e onde está a definição do limite desse último risco?

roserouge disse...

Paulo, estou de pé a fazer vénias a este post com este poema ou lá o que é. Permite-me que to roube e o ponha no meu blog com a devida anotação donde veio. Please!

Nelson Soares disse...

Gostei mas não sei se deva concordar com tudo... Pode não existir um limite que diferencie o que é arte daquilo que é pornografia mas nem tudo o que é pornografia é arte, nem vise versa (claro está).

Na Arte há um brilho diferente, um brilho de magnificência... E não menos verdade é que há pornografia artistica, embora esteja mergulhada no seio de muita vulgaridade e na abstinência criativa e cognitiva de muitas (inúmeras?) mentes "mais puritanas" ou "envergonhadas"...



Stay Well e... bom post sem dúvida! =)