quarta-feira, 3 de setembro de 2008

NA PROVA



Fotos: paulo

Curiosamente a prova é de copos e não de vinhos.
O objectivo era saber como um copo influencia a percepção das características organoléticas de um vinho.

6 comentários:

Enófilo disse...

Incrível, mas verdadeiro ! ... se influencia !!!
Trata-se de copos “Riedel” ? ... só pode !!!

PAULO disse...

Todos os copos têm influência mas estes de facto são Riedel, o que é bom é bom!

aoutrarua@gmail.com disse...

Pena ainda ninguém se ter lembrado de fazer o mesmo com o café... Proibiam logo os copos de plástico :-P

PAULO disse...

Sabem, esta ideia aplica-se a tudo.

Não é o facto de uma vez ou outra se beber pelo copo menos próprio ou se comer no prato menos adequado ou …. ou …

É uma pena que não se tire o máximo proveito de tudo, da vida. É uma pena ver tantas pessoas a viver tudo pela metade tudo é vivido com instrumentos menos apropriados onde não se desfruta de nada na sua plenitude.

Missanguita disse...

Espera lá! Mas os copos tinham ou não tinham vinho?

PAULO disse...

Claro que tinham vinho, mas beber o mesmo vinho por copos diferentes, com formas diferentes, altera a percepção que tens do mesmo vinho.

Só para teres uma ideia copos de diferentes formas projectam o vinho para dentro da boca de forma diferente e conforme o vinho passa na língua de formas também diferentes altera a percepção de acidez, doçura entre outras características. Para cada tipo de vinho devemos ter o copo com a forma adquada.
O mesmo se passa no nariz e a diferença provocada pela largura da boca do copo ... e por aí fora ...!