quarta-feira, 17 de setembro de 2008

NÃO PENSES NISSO ! E O TEMA CONTINUA ...

ELE -Papá, não quero que tu morras.
EU -Não penses nisso, eu não morro.
ELE -Mas quando eu ser grande como tu, tu vais morrer.
EU -Ainda falta muito tempo, não penses nisso.

Ele foi ver o Noddy, eu fiquei a pensar naquilo ...




QUEM ME AJUDA ... HELP !!!

Quando os putos fazem perguntas sobre sexo nada se complica.
Se os bebés vêm de carro de corrida, ou de foguetão ou com a cegonha, a malta confirma tudo e espera-se por melhores dias.
Se os bebés vêm da sementinha do papá na coisinha da mamã e saem pela barriguinha ou pelo pipi ou a coisa anda por aí, nós damos um jeitinho aqui ou ali e o puto fica a saber mais um pouquinho e tudo segue com naturalidade.

Agora quando o puto fala da morte e se mete nesses terrenos de areias movediças...
Mas que merda ….. não dá para explicar nada... não se consegue deslaçar o nó na garganta.

15 comentários:

TM disse...

Ao contrário daquilo que sentimos, a morte é algo estupidamente natural... Mas ainda que o seja, aceitar a perspectiva de perder quem amamos é avassalador... e aí não existe explicação que justifique o sofrimento...
Gosto de pensar que se morrer aqueles que amei o sabem, e isso dá-me alguma da traquilidade que a morte parece querer roubar...
Já no que diz respeito à crianças, acho que a honestidade é a melhor receita, especialmente se polvilhada com muito amor...

Paula'maria disse...

Bem, é complicado é! (Nunca me lembrei disso, tambem não tenho filhos, mas lido muito com crianças. pois faço voluntariado) e nem sei que lhe diga (...)

Outro Pai disse...

A tm disse:
"Gosto de pensar que, se morrer, aqueles que amei o sabem e isso dá-me alguma tranquilidade ..."

Que mais poderemos fazer, ou dizer ?...

À criança, não dá para explicar ... só fazê-la sentir que a amamos acima de tudo.

Não se consegue mesmo deslaçar o teu nó na garganta.

Patrícia Villar disse...

Pois é Paulo...agora tb eu fiquei com um nó!

Beijinhos e obrigada

@me@@@ disse...

Concordando com um comentário já feito a este post, de facto a morte é tão natural como o facto de vivermos, crescermos e blá blá blá, mas explicar a uma criança isso deve ser terrivelmente dificil, até porque a seguir a isso vem o facto de ela não saber de que forma lidar com a perda daqueles que mais ama e de tudo o que representam na sua vida....

Decididamente não é tema facil

Dudaninha disse...

Quando somos crianças é fácil aceitar que um parente falecido é aquela estrelinha que à noite brilha lá no alto e está sempre a olhar por nós. Depois crescemos e aparece o nó na garganta, pois então. É a vida e ainda bem que existe o Amor!

Filipe Rodrigues disse...

Antes de mais, boa Foto! (Não percebo nada de fotografia, mas tenho um irmão na área e vejo o que ele perquisa para aplicar efeitos...)

Relativamente à morte... é um assunto do qual a grande maioria dos mortais tenta não falar...
Eu não sou excepção...

paddy disse...

Tão querido. Mas ele ainda nem entende bem o conceito de morte, e provavelmente depois disso não voltará a pensar nisso por muito tempo...

PAULO disse...

Não é fácil mentir a um miúdo de 5 anos (e não seria um bom principio...), eles notam e também não aceitam as “não respostas”.

Nos nossos dias estes patifezitos são exigentes e perspicazes, nós é que temos que nos desenrascar.

spritof disse...

Não tenho filhos, mas imagino pelo menos uma parte da tua preocupação.

Mas concordo com a tm, "...a honestidade é a melhor receita, especialmente se polvilhada com muito amor..."

Faz umas pesquisas sobre histórias com esse tema para crianças, e de certeza que arranjarás montes de ideias para uma próxima vez.

Mas é realmente um nó dificil de desatar...

spritof disse...

Fiz uma rápida pesquisa e encontrei muito pouco, no entanto, há referências a considerar, tais como os irmãos Grimm.

Entretanto, sobre uma peça (no Brazil):
http://www.fentepp.com.br/programacao_ver.asp?codigo=96
http://guiadasemana.uol.com.br/event.asp?/CRIANCAS/SAO_PAULO/&a=1&ID=12&cd_event=39375&cd_city=1

Abraço, e boa sorte.

Missanguita disse...

Uma vez que nada sei sobre o assunto acho melhor teres sempre uns DVDs do Noddy por perto...

nagareboshi disse...

ffuuu ora ai esta um caso bicudo de resolver...se ele sabe que a morte é inevitável acho que sabe o essencial...o melhor e deixar passar o episódio...com mais explicações ele pode ficar ansioso...

Catwoman disse...

Ah pois é, os putos têm uma maneira muito eficaz de nos fazer ouvir certas verdades e de nos pôr a pensar...

2cute4you disse...

Paulo,
Os putos são um pouco o nosso reflexo(para não dizer muito!) e acabam por adoptar a nossa visão da vida e de todos os aspectos que a envolvem...
Há conceitos que nesta idade são dificeis de explicar mas os putos gerem-se pela simplicidade de conceitos...
Uma vez o meu sobrinho perguntou-se também o mesmo e eu apenas respondi que posso morrer e ele deixar de me ver mas eu vou estar sempre com ele! Disse-lhe para escolher uma estrela no ceu e falar comigo...
O avô paterno dele morreu e desde então o meu sobrinho fala com ele através das estrelas...