terça-feira, 8 de setembro de 2009

ELEIÇÕES, EM OUTRAS PARAGENS . . .











Desde o início deste ano, o Afeganistão entrou em preparação para a campanha presidencial, os candidatos eram mais de 40!

A eleição do presidente teve lugar no dia 20 de Agosto, e os resultados ainda estão por apurar.

Segundo os resultados preliminares, que foram já contestados, à frente, estão o actual presidente Hamid Karzai e o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Abdullah Abdullah.

Membros dos Taliban boicotaram o processo eleitoral e ameaçaram os que participaram com violência. Cerca de 800 dos 7000 pontos de voto nem abriam as portas temendo ataques terroristas.

Muito caminho há ainda a percorrer até a democracia ser uma palavra viva do dicionário afegão.

Acima estão algumas imagens muito interessantes feitas pelos fotógrafos da Reuters e A.P.

6 comentários:

NI disse...

Mas, apesar de tudo, a abstenção é capaz de ser bem menor do que nos países em que a democracia está implementada. Talvez porque o povo só dá valor à liberdade quando ela não existe. Para esses povos, votar não é um direito. É um dever cívico.

PAULO LONTRO disse...

NI,

pode ser verdade sim, tendo em conta que podiam apanher um tiro só por irem votar, dou-lhes valor, e por isso o post.

cantinhodacasa disse...

Incrível! E o esforço que fazem.
Seria muito bom todos terem liberdade de escolha, sem retaliações.
Bonitas fotos, como sempre, escolhidas por ti.

leitanita disse...

Assim é, vão votar, arriscam-se a levar um tiro, a serem perseguidos e a que a familia toda seja assassinada... e depois os resultados apresentados são diferentes do que eles de facto expressaram no seu voto (supostamente livre)!
Como aconteceu por estes lados, o Sim era Não.

PAULO LONTRO disse...

cantinho,
Um dia, se a guerra parar e se controlar a produção de Ópio, poderá vir a ser um país mais calmo.

PAULO LONTRO disse...

Leitani,

a mundo está virado ao contrário... e há muita gente que está a sentir as tripas na boca...