quarta-feira, 15 de julho de 2009

PRIORIDADES . . .









A África do Sul está a ser pressionada para ter todos os estádios prontos e aprovados para o próximo Mundial de Futebol, o tal que Portugal vai ver por um canudo.

Aqui em Portugal tem-se falado muito das prioridades económicas, fazer ou não fazer os TGV, ou aeroportos ou até realizar mundiais de futebol.

Hoje, ao ver estas imagens perguntei-me, com tantas desigualdades sociais, com a elevada percentagem da população com sida, com tantos problemas sociais, será que deveria ser esta a prioridade da África do Sul?

7 comentários:

ianita disse...

Agora questiona-se o TGV e o aeroporto... em 2004 quase ninguém questionou os Estádios.

Eu acho que prioridade do Município de Leiria deveria ter sido alargar a rede de esgotos a todas as freguesias do Concelho. Eles acharam que tinham de remodelar o Estádio para receber dois jogos da treta... um estádio que está ainda inacabado e que cortou as pernas a todos os investimentos da Câmara das próximas duas décadas...

Questões destas vai haver sempre...

cantinhodacasa disse...

Prioridades são sempre prioriadfes quando há muito dinheiro em jogo. O resto que se dane. Quem se importa com as crianças, a fome, os idosos, os orfãos de guerra?
Veja-se o nosso CR.
Beijinho

P.B. disse...

Não estarão mal definidas as prioridades do mundo?

Beijinhos

Vesúvia disse...

quando as prioridades tratam mais de comodismo que necessidades é porque muita coisa o país tem de errado...

é o mesmo que querer ordenhar queijos directamente da vaca... andamos a saltar etapas...

besito

najla disse...

Paulo, a elevada percentagem da população com sida, os problemas sociais, a fome....não vende nem rende! Sabes disso...

Missanguita disse...

As pessoas que definem as prioridades é que estão um bocado mal escolhidas....
Quem as devia escolher também não faz questão de ir votar... ou de se envolver na vida pública...
Criticar é fácil.
Difícil é mudar o estabelecido.

Gata2000 disse...

As nossas prioridades são certamente muito diferentes das prioridades de quem tenta ganhar reputação a nivel internacional, de quem tenta transparecer ao mundo uma realidade que não contém.
Mas como diz a najla, o que a Africa do Sul precisa não é de mostrar os numeros da Sida, nem das crianças com fome, problemas sociais, bairros de lata. Se a Africa do Sul quiser ter uma palavra a dizer na "nova ordem mundial" tem de mostrar outra face.
Se é errado, claro que sim, por mim não há nada mais importante do que arrumar primeiro a casa, e depois mostrá-la ao mundo - por isso é que antes de ter visitas costumo limpar, arrumar, desinfectar.
Life is a bitch!