quinta-feira, 16 de julho de 2009

UMA MEMÓRIA DE 1969 . . .










A 16 de julho de 1969 lembro-me de o meu pai me acordar e dizer; Vem cá ver uma coisa que nunca mais vais esquecer, eu iria fazer 4 anos pouco depois.

Fui ao quarto deles e vi as imagens na TV a preto e branco, o que o meu pai fez, sem se dar conta, foi que eu memorizasse o facto de ele me ter acordado para eu ver aquilo… foi o discernimento dele que me fez viver aquele momento em directo.

Penso que a electrónica envolvida naquela viagem seria inferior à que estou a utilizar neste momento neste portátil em que escrevo.
Se houve um momento que nos diz que na vida tudo é possível, foi aquele, anunciado poucos anos antes pelo JFK.

Foi o, “YES WE CAN”, repetido por outro presidente, 40 anos depois.

12 comentários:

NI disse...

Tal e qual.

O meu pai fez-me exactamente a mesma coisa. Naquela altura eu vivia com a minha avó durante a semana e o meu pai foi-me buscar para eu assistir.

Recordo-me da minha avó ter dito que o senhor da televisão era um bom mágico, ahahahahahah

Beijos

PAULO LONTRO disse...

lol...
mágico???
Ainda hoje há quem não acredite.
O que mais me espanta é que (um dia destes ao ouvir o Mario Crespo a falar com um astronauta) a tecnologia era a "lápis e borracha" há 40 anos. Imagina o que é levar os tipos lá e fazerem-nos voltar sem computadores.
Quando o JFK disse que iam à lua, o Homem, apenas tinha estado no espaço 12 minutos.
Hà pessoas/sociedades que acreditam que, com trabalho, tudo é possivel e foi o caso.

Na semana passada ouvi o OBAMA a dizer que em alguns anos deixaria de utilizar petróleo como fonte de energia, esta convicção não é muito mais pequena que a do JFK, que os deuses estejam com Obama.

Conde disse...

Eu assisti na tv, chateado porque só dava "aquilo" e os desenhos animados não!.
O curioso é que de vez em quando oiço pessoas a dizer que não acreditam que alguma vez tenha acontecido e eu pensava que há sempre alguem maluco e incrédulo com sarcasmo suficiente para desacraditar tudo e todos, mesmo aquilo que é uma evidencia. Mas ontem li um texto de alguem que acha que a ida do homem á lua foi um embuste de propaganda em tempos dificeis (guerra fria), epá, e não é que aquilo tem consistencia, Como é que a bandeira aparece a esvoaçar num ambiente sem atmosfera (logo sem vento)?. Fiquei desorientado!!.

cantinhodacasa disse...

Olá. Não vi nada de TV ontem, mas fico grata por esta recordação.
E Irias fazer em breve 4 anos. Significa que vais fazer aninhos em breve...Leão????
Parabéns pelo post.
Beijinho

Samuel Alabastro disse...

Eu, que hoje como acordei com a mania das teorias de conspiração, acho que essas fotos são montagem...

Humm...

Depois, pegando na história do lápis e da borracha, li aqui há dias que os americanos gastaram milhares de dólares para desenvolver uma caneta que escrevesse no espaço, devido à ausencia de gravidade. Os Russos resolveram o problema muito facilmente...Utilizando precisamente um lápis...Caso para dizer que o lema deles é: Yes we save money"

Cris... disse...

Eu nao tinha nascido (cof cof) pelo que nao me lembro de nadica.
Mas quero acreditar que tudo é possível.
E se Obama diz que vamos andar sem petróleo, eu acredito nele.

Vá, hoje estou crente, aproveitem!

Gata2000 disse...

Eu não era nascida, só ouvi a minha mãe contar-me o que tinha visto, e mais tarde vi eu própria as imagens inesqueciveis da pata do armstrong na lua.

Hoje ainda só não andamos sem petroleo, porque há muita gente a ganhar com isso. Já há tecnologias e conhecimentos suficientes para a sua substituição, é o que eu acredito. Espero que o Mr Obama leve a dele avante!

ianita disse...

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer

como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos

como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam
como estas árvores que gritam
em bebedeiras de azul

eles não sabem que sonho
é vinho, é espuma, é fermento
bichinho alacre e sedento
de focinho pontiagudo
que fuça através de tudo
em perpétuo movimento

Eles não sabem que o sonho
é tela é cor é pincel
base, fuste, capitel
que é retorta de alquimista

mapa do mundo distante
Rosa dos Ventos Infante
caravela quinhentista
que é cabo da Boa-Esperança

Ouro, canela, marfim
florete de espadachim
bastidor, passo de dança
Columbina e Arlequim

passarola voadora
pára-raios, locomotiva
barco de proa festiva
alto-forno, geradora

cisão do átomo, radar
ultra-som, televisão
desembarque em foguetão
na superfície lunar

Eles não sabem nem sonham
que o sonho comanda a vida
que sempre que o homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos duma criança

Quando o António Gedeão escreveu este poema, numa clara alusão ao fosso que havia entre os fascistas o sonhar do povo, o Homem não tinha ido ainda à Lua... Esta letra tem o enumerar de sonhos... sonhos que foram sendo realizados. E o Gedeão termina a enumeração com um sonho ainda por concretizar... É por isso que o sonho faz o Mundo avançar... porque tudo isto que temos hoje foi outrora o sonho de alguém... e que belo sonho...

Com que sonhamos nós hoje?
Que momento marcante de mudança do Mundo vais tu mostrar ao teu Lontrinho?

Penso que muitos dos americanos viram a posse do Obama como a alunagem... one small step for men... :)

Impossible is nothing!!

Ana Camarra disse...

Paulo

Eu tinha dois anos, não me lembro de todo.
De qualquer das formas tenho várias pessoas próximas que dissecam o assunto e me explicam por A+B que esse passo nunca se deu!
Teoria da conspiração?
Delirio?
Verdade?
Mentira?

Não sei...

Também não me esqueço do avô de uma amiga minha que declara que desde esse instante os ciclos da terra e das marés ficaram irremidiavelmente baralhados!
beijos

roserouge disse...

Ouve lá, não foi a 20 de Julho? Eu lembro-me andava a brincar na rua à apanhada com os amiguinhos e o meu pai também me chamou "anda depressa cá ver isto, brincas depois!" e eu fui e sentei-me ao pé dos meus pais de boca aberta, não queria acreditar! Era de noite, pois era, e lembro-me que depois fui para a rua e pus-me a olhar prá Lua a tentar ver alguma coisa, lol!

Missanguita disse...

Eu... ainda nem em projecto estava...

loirices disse...

eu ouvi, no quarto dos meus pais, em África não havia ainda TV...lembro-me tão bem da excitação dos meus pais que me contagiou.