sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MENINAS À JANELA






Arabela
abria a janela.
Carolina
erguia a cortina.
E Maria
olhava e sorria:
“Bom dia!”
Arabela
foi sempre a mais bela.
Carolina,
a mais sábia menina.
E Maria
apenas sorria:
“Bom dia!”

Pensaremos em cada menina
que vivia naquela janela;
uma que se chamava Arabela,
outra que se chamou Carolina.
Mas a nossa profunda saudade
é Maria, Maria, Maria,
que dizia com voz de amizade:
“Bom dia!”

("As Meninas" de Cecília Meireles)

4 comentários:

Ana Camarra disse...

Nunca pensaria ilustrar este poema assim, mas está muito bem, muito bem mesmo!

Um beijo

PAULO LONTRO disse...

Ana,
Como diz o texto;
"Pensaremos em cada menina que vivia naquela janela;"
Eu pensei nelas, assim...

Marco Rebelo disse...

boas imagens :)

Cati disse...

Que coisa bonita!